ÁREA EXCLUSIVA PARA MEMBROS

Esqueceu a senha?

Digite abaixo seu e-mail de cadastro para receber sua nova senha de acesso.

Voltar
Listagem de Posts

BLOG

NEGÓCIOS, PESSOAS, DIGITAL

A gestão de relacionamento, que envolve os profissionais internos, clientes, fornecedores, reguladores, investidores – tem como um propósito de construir um mundo de negócios melhor, princípio esse que deve estar estabelecido no Planejamento Estratégico.

Quanto à sua execução, a questão é mais desafiadora, não só pelas tendências no mundo digital, mas pela necessidade de entender que a comunicação deve ser mais fluida pelos gestores da empresa. 

Autenticidade naquilo que se comunica, tanto interna como externamente é de fundamental importância para não perder a aderência. 

A transparência nas práticas é fundamental para a credibilidade das empresas e para a conquista da confiança. A narrativa deve ser consistente e diária, além da agilidade, algo diferente disso, pode prejudicar o resultado desejado.

A transformação digital provocou uma mudança grande no processo de comunicação e quando incluímos as pessoas na equação, o que passa a ser disruptivo não é a tecnologia e sim o modelo de negócio que você faz com aquela tecnologia. Temos os exemplos das Plataformas, em especial LEAG GROUP, a plataforma de negócios B2B + B2C para redes corporativas, grupos, associações e entidades.

No centro da transformação digital estão as pessoas e a empresa deve transformar a sua cultura, o que antes era extremamente hierarquizado, inflexível, centralizador, com comando de poucos, pouca tolerância para falhas e erros, não se encaixa mais, hoje é o oposto disso, equipes hibridas, autogeradas, com autonomia associada com a tecnologia. Por isso, há uma necessidade de mudanças rápidas para trabalhar com uma nova geração de conceitos, aprender a desaprender e fazer com que os colaboradores fiquem tentados a fazer parte e contribuir nas mudanças e na criação do novo modelo de negócios, encaixando a sua expertise. Hoje temos a figura do intraempreendedor ou (Mentor Gestor de Negócios, Coach Business) profissional que vai ajudar a transformar e fazer a articulação da nova cultura e, a transformação deve acontecer na empresa de dentro para fora. 

O CEO  deve ser uma pessoa envolvida na transformação e com mente aberta para todas as mudanças e como fonte de inspiração além dos clientes e mercado, são os colaboradores, focando-os para que todos tenham voz de forma estruturada. 

Todas as informações da empresa, de nossos clientes, produtos, serviços, parceiros, resultados, já existem, o que mudou é a forma de acessar e articular essas informações. É a própria realidade falada em outro idioma e expressada de forma mais rápida, envolvendo tecnologia.

Outro ponto a ser desenvolvido na cultura da empresa é a questão de parar, pensar e analisar, há uma necessidade de certas habilidades e competências para fazer a gestão das informações e traduzir de acordo com os objetivos da empresa. 

Sem essa nova cultura, lidar com o novo com os hábitos e recursos velhos, provavelmente não vai dar certo.  Mudança é a nova constante. 

O oposto também é verdadeiro, as empresas que conseguirem associar a inovação com a expertise já existente em seus negócios, promover o engajamento e comprometimento das equipes envolvendo uma tecnologia que não prejudique a experiência empática do cliente, por meio de seus já conhecidos produtos ou serviços, certamente será próspera. 

Sucesso! Com carinho,

Regiane

Comentários

Para poder comentar, por favor faça seu login clicando no botão abaixo.

Login